quinta-feira, 12 de abril de 2007

Quem não deve , não teme!

Eu, se estivesse no lugar do Sócrates, depois da polémica levantada sobre as suas habilitações era a primeira a pedir um inquérito independente para que ninguém, mas mesmo ninguém ficasse com dúvidas.
A mim não me aquece nem arrefece se o 1º Ministro é Licenciado ou Bacharel, desde que seja honesto e cumpra com o seu dever.
Agora já me preocupa pensar que aldrabou as suas habilitações ou foi favorecido em qualquer ponto do seu percurso académico.
Depois de deitar uma vista de olhos a estes dois documentos parece-me que alguma coisa foi acrescentada (ficando bem entalada).

7 comentários:

Anónimo disse...

Pois é, o problema está mesmo nas suspeitas de aldrabice. Mas uma vez mais isto é, infelizmente, um exemplo de "Portugal no seu melhor"
Bjs Lena

Barão da Tróia II disse...

o que me chateia memo é a mentira, bom fim de semana.

papoilasaltitante disse...

OOOOOOOPsssssssssssss!!!! Caught!!!
Ele ralmente há mistérios!!...
Jinhos

jawaa disse...

Com falta de inspiração nos últimos tempos, hoje postei sobre isto, noutra perspectiva. Sinceramente não me parece importante em si este assunto, só demonstra o nosso «provincianismo».
Quanto a papéis irregulares, posso testemunhar que eu pedi, quando cheguei, em finais de 70, um certificado de descriminação de cadeiras do meu curso à UNIVERSIDADE CLÁSSICA DE LISBOA e nela consta que eu «consegui» tirar 3 cadeiras numa data em que vivia em Angola...
Não sou ministra e garanto que as tirei noutra data, e frequentando a Faculdade de Letras!
Bjinho

IO disse...

Acabo de ver no 'espumadamente' que o nº telefone dos certificados, 'de' 1996, tem já prefixo 21, quando só em 1999 o 01 deu lugar ao 21... não sei...

Mas deixo-te um beijo, IO.

Mocho Falante disse...

Este país é uma Twilight zone sem duvida...e depois só se fala disso o que demonstra que aqui no burgo não se passa nada

beijocas

Su disse...

jocas maradas de engenho:) e arte